Offer Ends In !!

Cartas a favor da escravidão (José de Alencar; Tâmis Parron; Ieda Lebensztayn. Editora Hedra) [LIT025030]

R$ 48,60 48.6 BRL R$ 54,00

R$ 54,00

Opção não disponível


    Aguarde enquanto calculamos o preço...

    adicionar 

    This combination does not exist.


    José de Alencar, um dos autores mais lidos do século XIX, aparece em Cartas a favor da escravidão com uma faceta menos conhecida: tentando demonstrar a D. Pedro II que a manutenção da escravatura servia melhor à nação do que seu fim — onde expõe os principais traços argumentativos que justificam uma instituição hoje universalmente condenada. Após terem sido expurgados de sua obra, esses sete textos políticos antiabolicionistas de Alencar são pela primeira vez reeditados desde o século XIX. Em franca oposição ao imperador, as cartas foram publicadas à época sob o título Ao imperador: novas cartas políticas de Erasmo (1867–1868). Após a abolição nos Estados Unidos (1865), a escravidão brasileira vinha sofrendo intensa pressão internacional e doméstica. A presente publicação fornece um precioso material ao público interessado nos atuais debates sobre relações raciais no país, sendo incontornável para a nossa historiografia política e literária, bem como para o pensamento da história das relações raciais e escravidão no Brasil e no mundo.
    • ISBN : 9788577156405
    • Formato 133.0 x 210.0
    • Peso 0.408
    • Páginas 180
    • Disponível em 2020-10-30
    • Book status Available

    José de Alencar

    José Martiniano de Alencar foi romancista, dramaturgo e político. Destacou-se como um dos mais brilhantes homens de letras do Brasil no século XIX. Lembrado hoje, sobretudo, como o autor de O Guarani (1857), Iracema (1865) e Senhora (1875), Alencar dedicou quase um terço de sua vida intelectualmente produtiva à atividade parlamentar, elegendo-se quatro vezes deputado geral e ocupando por três anos o cargo de ministro da Justiça (1868–1870), quando quase se tornou senador. Na década de 1870, em que o Romantismo, a monarquia e a escravidão foram submetidos a uma intensa revisão crítica no país, passou a sofrer poderosos ataques de inimigos na literatura e na política. Após grave acometimento de tuberculose, veio a falecer deixando um rico espólio de mais de vinte romances, quase uma dezena de peças teatrais, textos de crítica literária, estudos jurídicos, ensaios políticos e artigos de jornal.


    Brand Editora Hedra
    Category Metabiblioteca
    Weight 0.41 kg
    Type Storable Product